Media

Repórteres Sem Fronteiras apela aos media para não enviarem mulheres para o Egipto


 

Lusa/AO online   Internacional   25 de Nov de 2011, 10:36

A Associação Repórteres Sem Fronteiras alertou as empresas de comunicação social para não enviarem mulheres para o Egipto, depois de dois casos de alegadas agressões sexuais praticadas contra jornalistas mulheres.
Um comunicado da mesma organização refere que uma jornalista francesa terá sido a última vítima, atacada quinta-feira por homens numa rua do Cairo enquanto trabalhava.

Além da jornalista francesa, também a norte-americana de ascendência egípcia e ex-jornalista da agência Reuters, Mona Eltahawy, de 44 anos, contou ter sido atacada por polícias que além de agressões com bastões também a molestaram sexualmente.

Em Fevereiro, uma jornalista da norte-americana CBS tinha também sido atacada sexualmente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.