Açoriano Oriental
Quartel do Carmo desperta interesse de investidores na sua reconversão

Foram duas as candidaturas apresentadas à reconversão/ reabilitação do Quartel do Carmo, no âmbito do programa nacional Revive, uma iniciativa conjunta dos Ministérios da Economia, da Cultura e das Finanças, que abre o património militar devoluto ao investimento privado para desenvolvimento de projetos turísticos.

article.title

Foto: CMH
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

José Leonardo Silva, presidente da Câmara da Horta, afirmou, citado em nota de imprensa, que a autarquia “não poderia estar mais satisfeita com esta situação, e tem vindo a trabalhar em conjunto com os ministérios”, estando disponível para continuar a trabalhar junto de investidores privados que ali venham a encontrar um local ideal para o “desenvolvimento de um projeto credível, sustentável e que honre os pergaminhos históricos desta cidade e respeite o seu enquadramento paisagístico”.


O júri vai agora apreciar essas candidaturas e durante este mês deverá ser proferida uma decisão. Qualquer uma das candidaturas apresentadas está vocacionada para o turismo.


“Estamos com esperança que o investimento se concretize porque é uma mais valia, quer para a ilha do Faial quer para o Triângulo, já que é mais uma unidade hoteleira que fica disponível", afirma o autarca que entende ainda que um investimento desta natureza deve ser apoiado pelo município uma vez que "coloca em evidência a zona do Carmo, uma zona nuclear da cidade, sobretudo de tivermos em conta a sua localização e a aposta no turismo religioso que esta autarquia pretende potenciar".


O edil relembrou que a solução encontrada foi o resultado do esforço e das diligências efetuadas, junto do Governo da República, “para que fossem criados mecanismos financeiros no sentido de facilitar parcerias que permitissem reabilitar e dar nova vida a estes imóveis e a encontradas soluções que colocassem termo a um abandono sistemático”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.