PSD não deixa de tomar medidas nacionais porque há campanha nos Açores

 PSD não deixa de tomar medidas nacionais porque há campanha nos Açores

 

Lusa/AO Online   Economia   8 de Out de 2012, 06:48

O secretário-geral do PSD, José Matos Rosa, garantiu hoje que o Governo não deixa de tomar medidas a nível nacional por causa da campanha eleitoral nos Açores, porque acredita na vitória de Berta Cabral.

“Não vamos deixar de tomar medidas de nível nacional porque há campanha nos Açores. Mas a doutora Berta, estas pessoas que estão à volta da candidatura da doutora Berta são uma nova esperança para todos os açorianos”, afirmou José Matos Rosa aos jornalistas, antes de um comício ao ar livre da candidata à presidência do Governo Regional em Ponta Garça, na ilha de S. Miguel.

Depois de Marcelo Rebelo de Sousa e Marques Mendes, José Matos Rosa é o primeiro e único dirigente nacional do PSD no ativo a envolver-se até agora diretamente na campanha eleitoral do PSD/Açores para as eleições regionais de 14 de outubro, participando na terça-feira à noite num comício na ilha Graciosa.

O dirigente social-democrata assegurou não existir nenhum mal-estar entre o partido a nível nacional e regional, alegando que a sua presença no arquipélago e a vinda aos Açores, na quarta-feira, do primeiro vice-presidente do PSD, Jorge Moreira da Silva, são um sinal claro disso.

A candidata açoriana e líder do PSD/Açores tem procurado nesta campanha descolar-se do líder nacional e primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, sobretudo depois do anúncio do reforço das medidas de austeridade, alegando que irá compensar os açorianos e que “o impacto nos Açores será próximo do zero”.

José Matos Rosa referiu que Pedro Passos Coelho não virá pessoalmente aos Açores participar na campanha eleitoral porque “tem uma agenda muito cheia”, viajando na próxima semana para o estrangeiro para participar no Conselho Europeu e no Congresso do PPE.

Segundo disse, Berta Cabral representa uma nova esperança para os Açores e para os açorianos e “no domingo vamos ter uma boa notícia”.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.