Pensões

Promulgado diploma com aumentos até 628 euros e até 1.500 euros


 

Lusa/AO Online   Economia   24 de Dez de 2009, 11:44

 As pensões, subsídios e complementos que sejam iguais ou inferiores a 628,23 euros aumentam 1,25 por cento em 2010, as prestações até 1.500 euros subirão um por cento, segundo o diploma publicado hoje em Diário da República.

O aumento, que já havia sido anunciado pelo primeiro-ministro na Assembleia da República durante o debate do programa de Governo, estará em vigor a partir de 01 de Janeiro de 2010.

As pensões são aumentadas tendo como referência o Indexante dos Apoios Sociais (IAS), que se manterá nos 419,22 euros em 2010.

O aumento de 1,25 por cento é realizado nas pensões de valor igual ou inferior a uma vez e meia o valor do IAS (628,23 euros), sendo que as pensões acima deste valor e até 1.500 euros aumentam um por cento.

Contas feitas, o aumento das pensões mais baixas será no máximo de 7,86 euros, enquanto que o valor das pensões entre os 628,23 euros e os 1.500 euros não podem ser aumentadas abaixo de 7,86 euros, apesar do aumento ser de um por cent.

Segundo o diploma, as pensões acima dos 1.500 euros não sofrem alterações, enquanto as pensões por incapacidade permanente para o trabalho, por morte e por doença profissional atribuídas antes do início do próximo ano, registam os mesmos aumentos, mas com base na remuneração real.

As prestações entre os 1.500,01 e os 1.514,99 euros só podem ser aumentadas "na medida do estritamente necessário para assegurar a convergência com o valor de 1.515 euros".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.