Açoriano Oriental
Prolacto distinguida com Prémio ESG da Caixa Geral de Depósitos

Prémio destaca projeto de descarbonização da indústria de laticínios de São Miguel, através de produção de energia fotovoltaica e de biogás

Prolacto distinguida com Prémio ESG da Caixa Geral de Depósitos

Autor: Paula Gouveia

A Prolacto Azores foi distinguida pela Caixa Geral de Depósitos com o prémio ESG que valoriza a sustentabilidade (Environment), a responsabilidade social (Social) e a transparência e excelência na gestão (Governance).

O prémio destaca o projeto em curso de descarbonização da Prolacto, refere em comunicado a indústria de laticínios de São Miguel que tem como meta ser, em 2025, “uma das únicas empresas de ingredientes lácteos no mundo a atingir o objetivo de neutralidade carbónica”.

Trata-se de um projeto submetido ao Plano de Recuperação e Resiliência Nacional e que conta com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, tendo, segundo a Prolacto, obtido a 10ª classificação a nível nacional de entre 170 candidaturas aprovadas por um júri de especialistas internacionais.

Este projeto inclui o “projeto Água Verde” com a produção de energia fotovoltaica de autoconsumo para a área de frigoríficos e restantes processos, e a instalação de produção de Biogás, eliminando na totalidade a utilização de combustíveis fósseis.

A Prolacto salienta que, por estar “consciente da importância da sustentabilidade no setor agrícola, não vai descansar no seu objetivo de contribuir para uma fileira do leite mais eficiente e rentável, que beneficie de políticas focadas no crescimento sustentável do setor, numa localização única na Europa, com condições naturais de sustentabilidade e bem-estar animal muito acima da realidade continental”. Considerando ainda que a fileira de leite dos Açores tem “necessidade de transformação, promoção e consolidação como marca mundial de referência, em volume e valor”. 

Para esta indústria de laticínios, as certificações que tem obtido são a prova do esforço que tem feito no sentido da inclusão, na sua gestão, das boas práticas ESG no setor da sua atividade económica.

Entre estas estão as certificações que comprovam o “compromisso diário com a excelência, práticas de gestão orientadas por processos e riscos associados numa cultura de melhoria contínua, que há mais de dez anos são renovadas anualmente”, entre as quais a certificação ISO 9001 (Gestão Integrada de Qualidade), ISO 14 001 (Sistema de Gestão e Impacto Ambiental), FSSC 22000 (Gestão de Segurança Alimentar), ISO 45001 (Sistema de Segurança e Saúde no trabalho); a que acresce ainda a classificação ECOVADIS Silver (dentro do topo 15% mundial das empresas avaliadas) e certificação SEDEX de cadeia de fornecimento sustentável.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados