Habitação

Prestação da casa volta a subir em Setembro

Prestação da casa volta a subir em Setembro

 

Lusa/AO online   Economia   25 de Out de 2011, 12:25

A taxa de juro implícita no crédito à habitação manteve a tendência de subida em Setembro, fixando-se nos 2,614 por cento, o valor mais alto desde Setembro de 2009, divulgou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE).
Com este aumento de 0,091 pontos percentuais, face à taxa de Agosto, a prestação média atingiu 278 euros, mais 3 euros do que em Agosto.

Em Setembro de 2009, a prestação da casa custava menos 15 euros.

Nos contratos celebrados nos últimos três meses, o agravamento da taxa foi mais acentuado: 4,134 por cento, mais 0,228 pontos percentuais do que em Agosto. A prestação subiu de 384 para 399 euros.

O valor médio do capital em dívida diminuiu 11 euros face ao valor do mês anterior, situando-se nos 56 903 euros.

Nos contratos de crédito para construção de habitação, o valor médio em dívida aumentou 42 euros.

Já nos contratos para aquisição de habitação, que representam 77 por cento dos contratos e 83 por cento do total de capital em dívida, diminuiu 29 euros.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.