Pedida avaliação fiscal em apenas duas em cada 100 rendas antigas


 

Lusa / AO online   Nacional   29 de Jan de 2010, 10:44

Três anos e meio depois de ter entrado em funcionamento o Novo Regime de Arrendamento urbano (NRAU) apenas dois em cada 100 casos foi pedida a avaliação fiscal do imóvel, essencial para calcular o aumento da renda.
Segundo dados facultados à agência Lusa pelo Instituto de Habitação, no portal criado para o efeito estão registados 12 909 processos para aumento de rendas antigas, entre 390 000 contratos de habitação anteriores a 1990 existentes no país.

Contudo, em apenas 7 626 casos foi pedida a avaliação fiscal, um dado essencial no processo de cálculo da nova renda.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.