Parcela sem uso definido no Parque Urbano

Carregando o video...

 

Paulo Faustino   Regional   14 de Abr de 2010, 16:47

O projecto do Parque Urbano não atribuiu uma função específica a 15 mil metros quadrados de terreno, que fazem parte do complexo. Autarquia equaciona soluções
O Parque Urbano de Ponta Delgada, a maior zona verde do concelho, possui uma significativa área de terreno, onde nada ficou previsto construir segundo o projecto do arquitecto Sidónio Pardal, nem está definido fazer pela Câmara Municipal.

São cerca de 15 mil metros quadrados confinantes entre um arruamento (a Alameda das Comunidades) e uma encosta, em cujo topo se situa uma moradia particular.

Esta faixa faz parte do total de 150 mil metros quadrados de terra expropriados pela Câmara Municipal de Ponta Delgada (CMPD) para a criação do Parque Urbano, mas na realidade - e sem razão aparente - trata-se de um terreno excluído do seu traçado principal e sem qualquer utilidade.




Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano oriental de Quarta-feira, Dia 14 de Abril de 2010

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.