Novo barco para Corvo e Flores


 

Lusa/AO online   Regional   17 de Set de 2008, 16:12

A população da mais pequena ilha dos Açores festejou esta quarta-feira a chegada da nova embarcação, destinada ao transporte de passageiros entre o Corvo e as Flores, "um sonho antigo tornado realidade" por 750 mil euros.
     Baptizada "Ariel", a nova embarcação cabinada, com capacidade para 12 passageiros e dois tripulantes foi mandada construir pelo Governo açoriano nos Estaleiros Navais de Peniche para "melhorar as acessibilidades" entre as duas ilhas do grupo Ocidental do arquipélago.

    O Secretário regional da Economia, que falava na cerimónia de baptismo do novo barco no Corvo, adiantou que até ao final de Setembro, a título experimental, serão realizadas duas viagens por dia durante cinco dias por semana.

    "A partir de Outubro, o número de ligações será repensado, tendo em atenção a procura e a necessidade de possibilitar as ligações aéreas com o exterior", afirmou Duarte Ponte.

    O acesso à mais pequena ilha do arquipelago, onde residem cerca de 400 pessoas, só pode ser feito por via marítima ou aérea, através dos voos da SATA que se realizam às segundas, quartas e sexta-feiras.

    O novo barco, que o Executivo Regional decidiu mandar construir em Maio, será gerido pela Atlanticoline, a empresa de capitais públicos encarregue do transporte marítimo de passageiros entre as ilhas açorianas.

    O "Ariel", com 12 metros de comprimento, tem dois motores propulsores de 425 cavalos, uma autonomia de 1.200 litros de combustível e pode atingir uma velocidade de 23 nós.

    Segundo Duarte Ponte, a nova embarcação ficará sedeada no Corvo e estará sempre disponível para, em caso de emergência, apoiar os cerca de 400 habitantes da ilha.

    Para o presidente da Câmara Municipal do Corvo, o socialista Francisco Pimentel, "hoje é um dia de festa na ilha", porque foi cumprido "um sonho de muitos anos" que vai permitir aproximar as duas ilhas vizinhas.

    "Estou muito satisfeito por estar a viver este dia, até porque sempre reivindiquei este barco", afirmou à agência Lusa Francisco Pimentel, alegando que a nova embarcação confere "mais conforto e segurança aos passageiros".

    Até ao momento as ligações marítimas entre as duas ilhas eram feitas através de um semi-rígido, com capacidade para 10 pessoas, mas que segundo o autarca "não tinha muito conforto e em dias de mau tempo os passageiros chegavam todos molhados ao seu destino".

    O preço do bilhete de ida e volta custa 20 euros, valor que já era praticado no semi-rígido, indicou o autarca, acrescentando que as viagens com a ilha das Flores começam quinta-feira.

    "Esta tarde o barco está a realizar viagens gratuitas à volta da ilha do Corvo para a população conhecer o Ariel", revelou.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.