No próximo dia 20 fevereiro

Município de Ponta Delgada e Fajã de Cima homenageiam José Medeiros Ferreira

Município de Ponta Delgada e Fajã de Cima homenageiam José Medeiros Ferreira

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   15 de Fev de 2019, 18:00

A Câmara Municipal de Ponta Delgada e a freguesia da Fajã de Cima vão prestar uma homenagem no próximo dia 20 deste mês, a título póstumo, a José Medeiros Ferreira que, além de professor universitário, exerceu funções como Ministro dos Negócios Estrangeiros, Deputado à Assembleia Constituinte, à Assembleia da República e ao Parlamento Europeu.

A homenagem a Medeiros Ferreira coincide com o aniversário do seu nascimento e com o quinto ano do seu falecimento, sendo que, para assinalar a data, será descerrada a placa identificativa da casa onde viveu, na rua da Vila Nova, n.º 98, freguesia da Fajã de Cima, seguindo-se uma sessão evocativa, às 17h30, no salão nobre da sede da Junta.


Aprovada em reunião camarária em outubro - informa nota de imprensa -, a proposta de colocação de placa identificativa na fachada da casa onde viveu José Medeiros Ferreira pretendeu, “de forma pública e perene”, associar este nome grande da política regional e nacional à Freguesia da Fajã de Cima e ao Município de Ponta Delgada. A sugestão partiu da Junta de Freguesia, tendo sido apresentada em reunião camarária pela Comissão Municipal de Toponímia, Distinções Honoríficas e Património Cultural, presidida por José Andrade.


José Manuel de Medeiros Ferreira nasceu no Funchal a 20 de fevereiro de 1942, mas os seus pais, açorianos, fizeram questão em registar o seu nascimento na Conservatória de Ponta Delgada.


Político e professor universitário, Medeiros Ferreira desempenhou, após a Revolução de 25 de Abril, os cargos de Ministro dos Negócios Estrangeiros (1976-1977), deputado à Assembleia Constituinte, à Assembleia da República (em várias legislaturas) e ao Parlamento Europeu.


De acordo com nota biográfica escrita por Mário Mesquita, governante em época fundadora da democracia portuguesa, foi responsável governamental pela preparação diplomática do pedido de adesão de Portugal à C.E.E (Março de 1977), sendo Mário Soares primeiro-ministro. Assinou igualmente a entrada da República Portuguesa no Conselho da Europa, em 1976.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.