MNE oferece apoio de Lisboa para resolver situação de Alexandra


 

Lusa / AO online   Nacional   27 de Out de 2009, 11:03

O ministro dos Negócios Estrangeiros ofereceu, no Luxemburgo, o apoio da diplomacia portuguesa para resolver o problema da menina russa retirada de uma família portuguesa, referindo a disponibilidade de Lisboa para "assumir essa responsabilidade".
Será feito "tudo o que a diplomacia portuguesa puder fazer para resolver um problema que tem uma forte dimensão humanitária", disse Luís Amado, à margem de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros dos 27.

"Naturalmente, que teremos de assumir essa responsabilidade", sublinhou o chefe da diplomacia, reconhecendo "não estar a par no detalhe da situação de Alexandra".

As autoridades de Pretchistoe, onde vive a menina russa retirada a uma família portuguesa e entregue à mãe biológica, admitiram privar esta última dos direitos maternais e tirar Alexandra da casa onde habita.

Entretanto, a família portuguesa que criou Alexandra afirmou concordar que a criança fosse retirada a Natália Zarubina pelas autoridades russas e disponibilizou-se agora para voltar a recebê-la.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.