Ministra anuncia reforço da luta contra a diabetes


 

Lusa / AO online   Nacional   14 de Nov de 2009, 12:55

A ministra da Saúde anunciou hoje o reforço das medidas de luta contra a diabetes, nomeadamente mais 30 bombas de insulina destinadas a grávidas em cada ano, além das 100 já existentes para outros doentes.

Durante o 3.º Forum Nacional da Diabetes, que hoje decorre na Universidade Atlântica, a ministra anunciou também o reforço de outras medidas, como os planos de rastreio, já que muitas pessoas desconhecem ter a doença.

"Foi definido no programa do Governo dar ênfase especial à continuação da luta contra a diabetes", disse Ana Jorge, sublinhando que a doença afecta um terço da população entre os 20 e os 79 anos.

A ministra admitiu haver "muito trabalho a fazer", mas reiterou que o Governo assume esta tarefa como prioritária.

Os serviços de saúde, defendeu, terão de desenvolver um conjunto de objectivos considerados necessários e definir indicadores de resultados.

O reforço do plano de rastreio para a rinopatia diabética e o aumento das bombas de profusão são garantias, mas compete também a cada cidadão prevenir a doença, adoptando estilos de vida saudáveis, quer através da alimentação, quer do exercício físico.

De acordo o presidente da Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal, Luís Correia, a patologia tornou-se "um dos mais graves problemas de saúde pública", sendo a educação "uma arma fundamental" no tratamento e prevenção.

A iniciativa insere-se no calendário do Dia Mundial da Diabetes, que hoje se assinala e que este ano é dedicado ao tema "Educação Terapêutica e Prevenção".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.