Açoriano Oriental
MAI financia três projetos de apoio a migrantes e refugiados

O Ministério da Administração Interna (MAI) indicou que aprovou, nas duas últimas semanas, o financiamento de três projetos na área das migrações e refugiados com um valor global superior a meio milhão de euros.

article.title

Foto: JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA
Autor: Lusa/AO online

Em comunicado, o Ministério tutelado por Eduardo Cabrita avança que as entidades promotoras dos três projetos são a Universidade de Aveiro, a Cruz Vermelha Portuguesa e o Instituto Universitário de Lisboa.

Segundo o MAI, os projetos foram apresentados à Secretaria-Geral do MAI, autoridade responsável pelo quadro financeiro plurianual 2014-2020 na área dos assuntos internos, no âmbito do Fundo para o Asilo, a Migração e a Integração (FAMI), o qual vai contribuir com 389,9 mil euros (75%) do total de 519,9 mil euros.

O MAI dá também conta que, entre maio de 2016 e dezembro de 2019, foram aprovados mais de 109 milhões de euros para projetos apresentados no âmbito FAMI e do Fundo para a Segurança Interna (FSI).

Os projetos foram apresentados por mais de 150 entidades, às quais já foram pagos mais de 63 milhões de euros daquele total por parte dos dois fundos para as áreas do asilo, migrações, integração e segurança interna, sendo os mais de 45 milhões restantes pagos depois de recebidos os respetivos comprovativos de despesa.

O Ministério Administração Interna refere ainda que a prevenção e combate à criminalidade, gestão e controlo das fronteiras, integração de cidadãos estrangeiros, receção e acolhimento de refugiados ou formação e capacitação das autoridades responsáveis pela aplicação da lei foram algumas das áreas abrangidas por estes projetos.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.