Loeb alcança quarto título Mundial consecutivo

Loeb alcança quarto título Mundial consecutivo

 

Lusa/AO   Motores   2 de Dez de 2007, 17:54

O francês Sébastien Loeb (Citroen C4) conquistou hoje o quarto título consecutivo de campeão mundial de ralis, ao terminar na terceira posição o Rali da Grã-Bretanha, 16ª e última prova da temporada
Loeb impôs-se ao finlandês Marcus Gronholm, que na despedida do Mundial voltou a ficar-se pelo segundo lugar do campeonato, posição na qual também concluiu o rali, a 15,2 segundos do compatriota e colega de equipa Mikko Hirvonen, que levou o seu Ford Focus à vitória final.
Com a conquista do quarto título Mundial consecutivo, o piloto gaulês, que terminou o rali a 1.33,0 minutos de Hirvonen, igualou o recorde dos finlandeses Tomi Makinen, que também arrebatou quatro vitórias seguidas na década de 90, e Juha Kankunen, que contabilizou o mesmo número de triunfos, mas de forma alternada, entre as décadas de 80 e 90.
À entrada para o Rali da Grã-Bretanha, que se disputou no País de Gales, Loeb dispunha de seis pontos de vantagem sobre Gronholm e bastava-lhe concluir a prova no quinto posto, mesmo que o finlandês da Ford vencesse, para se sagrar campeão.
Com o título de construtores já atribuído à Ford, no País de Gales Loeb fez uma prova inteligente, arriscando apenas o necessário e gerindo o terceiro lugar alcançado após o primeiro dia de competição.
Marcus Gronholm, que disputou na Grã-Bretanha o seu 150º e último rali da carreira no WRC, não conseguiu assim despedir-se com um novo triunfo, que seria o terceiro, depois dos títulos conquistados em 2000 e 2002, ainda ao serviço da Peugeot. 
O finlandês tem assim de se contentar com o segundo vice-campeonato consecutivo e pode lamentar a desistência no penúltimo rali da temporada, na Irlanda, que o fez perder a liderança do campeonato para o francês da Citroen.
 "É incrível. Foi realmente um grande campeonato este ano. Tivemos uma grande, grande luta, com o Marcus em toda a temporada e terminar apenas coim quatro pontos de vantagem é uma grande satisfação", afirmou Loeb, visivelmente satisfeito pela vitória no campeonato.
Loeb considerou que esta foi a sua "melhor batalha" e foi "vitória mais saborosa" no campeonato.
No Mundial de Produção, o português Armindo Araújo concluiu a prova no sétimo posto da categoria, o 23º da geral, a 38.08,0 minutos do vencedor da prova.
Araújo, que terminou a sua temporada de estreia no Campeonato do Mundo aquém das espectativas, tinha manifestado a vontade de ficar entre os três primeiros, mas hoje voltou a cair na tabela classificativa, perdendo dois postos relativamente à segunda etapa, na qual tinha descido do quarto para o quinto lugar da Produção.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.