Açoriano Oriental
Açores/Eleições
Líder do CDS regional espera que população vote

O líder do CDS-PP/Açores, Artur Lima, disse este domingo esperar que a população exerça o seu direito de voto nas legislativas regionais, destacando os bons indícios na mesa de voto onde se dirigiu hoje.

Líder do CDS regional espera que população vote

Autor: AO Online/ Lusa

“Registo com agrado que a abstenção até esta hora está a ser menor do que era o ano passado, o que é bom. Está um dia sereno, uma tarde amena e espero que as pessoas venham exercer o seu direito de voto”, declarou aos jornalistas.

Artur Lima, que é, pela quarta vez, cabeça de lista do CDS-PP pela ilha Terceira, votou hoje na Escola Jerónimo Emiliano de Andrade, em Angra do Heroísmo.

O dirigente centrista destacou também a forma como o ato eleitoral está a decorrer, em cumprimento das regras de higiene e distanciamento físico, devido à pandemia de covid-19.

“Da perceção que tive e da breve conversa que tive agora, está a correr muito bem. Devo felicitar pelas medidas tomadas. Está tudo a correr com muita fluência, sem nenhum problema e portanto a democracia está-se a cumprir”, salientou.          

Mais de 228 mil eleitores são hoje chamados a escolher os 57 deputados da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

Candidatam-se 13 forças políticas: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos, também um.

A abstenção atingiu 59,16%, superando o valor mais elevado até então neste tipo de sufrágios, 53,34% registados em 2008.



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.