Açoriano Oriental
Leitura da sentença de duplo homicida adiada pela segunda vez

A leitura do acórdão do processo que envolve um homem acusado de duplo homicídio, nos Açores, voltou hoje a ser adiada pelo Tribunal de São Roque do Pico, que marcou nova sessão para quinta-feira.

Leitura da sentença de duplo homicida adiada pela segunda vez

Autor: Lusa

A juíza que preside ao coletivo que está a julgar o caso, anunciou apenas que tinha “indeferido” o pedido apresentado na passada semana pelo advogado de defesa, em relação à pena acessória que o tribunal pretendia aplicar ao arguido, de 61 anos de idade, acusado de ter matado dois homens e de ter queimado os corpos junto à sua residência, na freguesia da Candelária, concelho da Madalena do Pico.

O tribunal pretendia aplicar uma pena acessória ao suspeito e também à sua mulher, acusada de profanação de cadáveres e de posse de arma proibida, de “expulsão do país”, após o cumprimento de pena de prisão, decisão que foi contestada pelo advogado dos suspeitos.

A leitura do acórdão, que chegou a estar marcada para a passada semana, voltou hoje a ser adiada por mais três dias, agora para que o tribunal possa apreciar o recurso ao indeferimento.

O arguido do processo, de nacionalidade alemã, é suspeito de, em setembro de 2022, ter matado dois homens e queimado os corpos, quando estes visitavam uns terrenos que pretendiam comprar, em redor da sua casa, no lugar do Campo Raso, numa zona onde existem poucas habitações.

O detido, que inicialmente se declarou culpado, alterou depois o depoimento, argumentando ter sido pressionado pelas autoridades policiais, declarando-se agora inocente dos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáveres e detenção de arma proibida.

Na altura em que foram detidos os suspeitos, a Polícia Judiciária anunciou que tinha sido “recolhidos indícios” de que os dois homens desaparecidos teriam sido vítimas de “crimes de homicídio, com subsequente ocultação dos cadáveres”, recaindo as suspeitas sobre um indivíduo de nacionalidade estrangeira, residente nas imediações do local onde o veículo utilizado pelas vítimas se encontrava estacionado.

De acordo com aquela polícia, nas buscas domiciliárias à residência do suspeito “foram apreendidas duas armas de fogo legalizadas, para além de diversas armas em situação irregular, nomeadamente, um ‘boxer’ com lâmina acoplada, diversos punhais e um silenciador, compatível com arma de fogo”.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados