Conjuntura

Indicadores consumo batem recordes negativos em Novembro

Indicadores consumo batem recordes negativos em Novembro

 

Lusa/AO online   Economia   16 de Dez de 2011, 11:03

Os indicadores coincidentes de actividade económica e do consumo privado do Banco de Portugal (BdP) voltaram a cair em Novembro, registando mínimos históricos.
O indicador coincidente da actividade económica caiu em Novembro 3,2 por cento relativamente ao ano anterior, agravando a tendência negativa que se regista desde o início do ano. Já o indicador coincidente do consumo privado caiu 4,5 por cento, o 12.º mês consecutivo em queda.

Ambos os valores constituem mínimos negativos desde que há dados disponíveis (Janeiro de 1978).

O indicador coincidente da actividade económica é um instrumento de avaliação da conjuntura económica que agrega dados de várias fontes. Não é a mesma coisa que a evolução do PIB; o seu objectivo é medir a evolução da conjuntura económica, através da agregação de um conjunto de séries estatísticas, que incluem dados do PIB, de vendas de cimento e veículos pesados, de produção industrial, do mercado de emprego e inquéritos aos consumidores.

Já o indicador coincidente do consumo privado serve para medir a tendência de evolução do consumo das famílias. A sua variação não é necessariamente igual à do consumo privado.

Segundo os dados hoje divulgados pelo BdP, a variação homóloga acumulada para os primeiros nove meses do ano do indicador coincidente da actividade económica foi -1,3 por cento e a do indicador do consumo privado foi ainda mais negativo, -2,5 por cento.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.