França

Imprensa anuncia separação de Nicolas e Cécilia Sarkozy


 

Lusa /AO online   Internacional   17 de Out de 2007, 22:07

O Presidente francês, Nicolas Sarkozy, e a mulher, Cécilia, "formalizaram a separação" perante um juiz na passada segunda-feira, escreveu hoje no seu site a revista francesa “Le Nouvel Observateur”.
    O porta-voz do Eliseu, David Martinon, negou-se a comentar a notícia, à semelhança do que tem acontecido nos últimos 15 dias, quando começaram a surgir com mais instência informações sobre o divórcio do casal.

    Também o porta-voz do Governo, Laurent Wauquiez, se escusou a comentar o assunto quando questionado hoje, após o Conselho de Ministros.

    Segundo o site da revista, “o Presidente e a mulher compareceram perante um juiz, segunda-feira 15 de Outubro ao fim do dia, para materializar o procedimento de separação”.

    O canal televisivo de informação LCI dá uma versão diferente, afirmando que Cécilia Sarkozy “se apresentou, sem o marido, segunda-feira de manhã, no tribunal de Nanterre”, próximo de Paris, e que este "terá recebido a visita do juiz no dia seguinte".

    De acordo com a LCI, Cécilia compareceu no tribunal acompanhada por um advogado do escritório de Georges Kiejman, um conhecido jurista, mas este desmentiu a informação.

    Nicolas e Cécilia Sarkozy casaram-se em 1996, mas estiveram separados em 2005, voltando a reconciliar-se em 2006, por ocasião da campanha às presidenciais.

    Cécilia não votou, no entanto, na segunda volta das eleições que deram a vitória a Nicolas Sarkozy, em Maio, e não tem comparecido em actos oficiais desde o Verão.

    Segundo o porta-voz do Eliseu, Cécilia não acompanhará o marido na visita de Estado a Marrocos, na próxima semana.

    Questionados sobre um possível divórcio do Presidente, constitucionalistas franceses consideram que o assunto é essencialmente político e que Sarkozy deveria procurar a solução “menos jurisdicional possível”, no caso de uma separação.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.