Guarda prisional morre em acidente durante formação de tiro


 

Lusa/AO Online   Nacional   6 de Nov de 2018, 13:03

Uma guarda do Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo morreu, esta terça-feira, ao ser atingida no peito, durante uma ação de formação integrada no plano anual de tiro, revelou a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).


Segundo um comunicado da DGRSP, que “lamenta profundamente o ocorrido”, logo após o acidente de serviço com a arma de fogo, disparada por um dos formadores, o INEM foi acionado, tendo procedido no local a manobras de reanimação que não tiveram sucesso.

O óbito foi declarado no local onde decorria a formação, a carreira de tiro do Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira.

A DGRSP informa que o acidente com a arma de fogo ocorreu cerca das 11 horas (menos uma nos Açores) e que, de acordo com os trâmites legais, a GNR deslocou-se ao local e comunicou a ocorrência à Polícia Judiciária.

A nível interno, estão igualmente em curso diligências para apurar as causas do acidente, tendo sido ordenada a abertura de um inquérito a cargo do inspetor coordenador do Serviço de Auditoria e Inspeção (Norte) da GGRSP e que é magistrado do Ministério Público.

Fonte oficial do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à Lusa que a vítima é uma guarda prisional na casa dos 30 anos.

A fonte precisou que o alerta de socorro foi dado pelas 11h06 e que, quando a equipa do INEM chegou ao local, a vítima “estava em paragem cardiorrespiratória”, tendo sido verificado o óbito às 12h28, após manobras de reanimação.

Ao local deslocou-se uma viatura médica de Penafiel e uma ambulância dos Bombeiros Voluntários de Paços de Ferreira.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.