Governo dos Açores quer aproximação com Europa em ano decisivo para quadro comunitário

Governo dos Açores quer aproximação com Europa em ano decisivo para quadro comunitário

 

Lusa/Ao online   Regional   1 de Nov de 2018, 21:18

O Governo dos Açores lembra, na proposta de Plano e Orçamento para 2019, que o próximo ano é “crucial” para o novo quadro comunitário, daí ser necessário um “relacionamento forte” com as instituições comunitárias.

“O ano de 2019 é o ano crucial da preparação do Quadro Financeiro Plurianual para 2021 – 2027, pelo que tem grande centralidade a defesa das prerrogativas do estabelecido no Tratado de Funcionamento da União Europeia” e “a demonstração das fortes potencialidades e das mais-valias dos Açores na Europa”, diz o executivo.

O Plano e Orçamento da região para 2019 foram entregues na quarta-feira no parlamento dos Açores, na Horta, e a agência Lusa teve hoje acesso aos documentos.

Para o executivo socialista, é necessário em 2019 um “fortalecimento das relações com a União Europeia, através de um relacionamento forte com as instituições comunitárias ou de cooperação inter-regional”, casos da Comissão Europeia, do Parlamento Europeu, do Comité das Regiões, do Conselho Económico e Social Europeu ou da Conferência de Presidentes das Regiões Ultraperiféricas.

O gabinete da região em Bruxelas é destacado no Plano para 2019 como um ativo importante na “defesa de interesses estratégicos dos Açores junto de organismos europeus e de um melhor conhecimento da agenda europeia”.

O Governo dos Açores propõe-se também a desenvolver, em 2019, projetos junto da sociedade açoriana que visem promover a cidadania europeia, “em particular” através de “ações didático-pedagógicos nas escolas e ações de grande difusão junto da sociedade civil, bem como comemorar o Dia da Europa na Região Autónoma dos Açores e outras efemérides”.

Em 2019 haverá eleições europeias.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.