FENPROF contra limitações administrativas à progressão dos docentes


 

Lusa   Nacional   25 de Nov de 2009, 15:53

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (FENPROF) manifestou-se esta quarta-feira contra a fixação anual de vagas para os docentes acederem aos terceiro, quinto e sétimo escalões da carreira.
 "Há ainda muita coisa a alterar antes de pensarmos na possibilidade de chegar a um consenso", disse Mário Nogueira aos jornalistas, no final de uma reunião no Ministério da Educação.

Segundo Mário Nogueira, o ministério aceita acabar com a divisão da carreira em duas categorias (professor e professor titular), mas faz depender do número de vagas a transição para determinados escalões.

"Pode até ser um recuo face ao que existe actualmente", considerou o dirigente da FENPROF, acrescentando que, desta forma, o acesso a três momentos da carreira é condicionado não ao mérito, mas a vagas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.