Exército tem meios adequados nos Açores para cumprir missão

Exército tem meios adequados nos Açores para cumprir missão

 

Lusa/AO online   Regional   7 de Jan de 2019, 17:38

O Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) disse que os meios nos Açores "são aqueles que o Exército considera adequados e suficientes para o cumprimento da sua missão no arquipélago" açoriano.


“Os meios na região são aqueles que o Exército considera adequados e suficientes para o cumprimento da sua missão”, disse o General José Nunes da Fonseca, questionado pelos jornalistas após ter sido recebido em audiência pelo presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro.

O Chefe do Estado-Maior do Exército, que assumiu funções recentemente, acrescentou, que "há sempre um balanceamento periódico de meios e avaliação das disponibilidades e das capacidades" em todo o país.

“Na Zona Militar dos Açores temos os meios adequados para o cumprimento da nossa missão”, referiu o Chefe do Estado do Exército, que está no arquipélago no âmbito da cerimónia de transferência do comandante da Zona Militar dos Açores.

O presidente do Governo dos Açores destacou o papel que as Forças Armadas têm nos Açores, e em concreto o Exército, que desempenha na região uma ação "enaltecida pelas instituições e pelos órgãos de Governo próprio como o Governo Regional", referindo, nomeadamente o apoio às populações em "momentos de angústia", na sequência de catástrofes naturais, sismos ou derrocadas.

"Este papel é sempre enaltecido e reconhecido pelo Governo no seguimento desta forte identificação que há por parte dos açorianos", sublinhou o chefe do executivo dos Açores.

Vasco Cordeiro manifestou ainda a disponibilidade do seu executivo em "reforçar" os mecanismos de cooperação com o exército, por exemplo, no âmbito da proteção civil, em exercícios conjuntos que têm vindo a ser realizados.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.