Destinos da educação são definidos pelo Ministério das Finanças - secretário-geral da Fenprof

Destinos da educação são definidos pelo Ministério das Finanças - secretário-geral da Fenprof

 

Lusa/Aonline   Nacional   7 de Nov de 2011, 18:21

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) considera que os destinos da educação são definidos no Ministério das Finanças e não pela tutela e questiona “se o Ministério da Educação tem competências” para gerir o sector.

Após uma reunião de cerca de hora e meia com o ministro da Educação, Mário Nogueira disse aos jornalistas estar preocupado com o futuro da educação em Portugal

O sindicalista considera que este Ministério da Educação não tem capacidade de decisão, acusando o Governo de centralizar as opções tomadas nos vários setores, incluindo a educação, “no Terreiro do Paço” (onde está localizado o Ministério das Finanças)

Mário Nogueira disse ainda ter ficado com a sensação de que “ tudo está em aberto”, uma vez que o ministro não esclareceu quanto às questões levantadas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.