Circuito itinerante de concertos Super Nova chega aos Açores

Circuito itinerante de concertos Super Nova chega aos Açores

 

Lusa/AO online   Cultura e Social   18 de Set de 2018, 16:46

O circuito itinerante de concertos Super Nova chega pela primeira vez aos Açores, através de uma iniciativa prevista para a Galeria Arco 8, em Ponta Delgada, a 13 de outubro, anunciou a organização.

Cave Story, Fugly e Baleia Baleia Baleia são as bandas da nova geração do rock, que se produz a nível nacional, e que vão assegurar o concerto na ilha de São Miguel, a par das outras localidades do país, segundo uma nota de imprensa.

Os Cave Story, um quarteto das Caldas da Rainha, formado por Gonçalo Formiga (voz e guitarra), Ricardo Mendes (bateria) e Pedro Zina (baixista), estão de regresso com “Punk Academics”, sendo o concerto no Porto um dos primeiros na digressão de lançamento do disco.

Os Fugly, naturais do Porto, um dos expoentes de 'garage rock' nacional, ou “uma banda rock com muita distorção”, como se auto classificam, lançaram no início do ano o álbum “Millenial Shit”.

Os Baleia Baleia Baleia, dupla formada por Manuel Molarinho (baixo e voz) e Ricardo Cabral (bateria), cujo disco de estreia surgiu este ano, possuem uma sonoridade nas fronteiras do punk-rock.

Tendo como meta a “circulação de bandas em território nacional”, esta quarta edição contempla seis concertos de setembro a dezembro, com os mesmos protagonistas, sendo o arranque no espaço Maus Hábitos, a 28 do corrente mês.

A iniciativa contempla ainda, no Maus Hábitos, um programa que integra conversas em torno dos temas mais atuais da indústria da música, tendo como protagonistas Tiago Castro (SBSR.FM), Henrique Amaro (Antena 3), Luís Fernandes (GNRation), Afonso Lima (ZigurFest) e Luís Masquete (Killimanjaro, GrETUA).

Seguem-se as deslocações à Arco 8, em Ponta Delgada, ao Club de Vila Real, ao Carmo 81, em Viseu, ao Salão Brazil, em Coimbra, e ao Stereogun, em Leiria.

Segundo a organização, a quarta edição do Super Nova “volta a assumir o compromisso com a criação de um circuito de espetáculos ao vivo, juntando bandas saídas da nova fornada da música nacional e palcos por todo o país”.

Ao longo das suas três edições, estiveram envolvidas na iniciativa 27 bandas e 13 salas, num total de 72 concertos, movimentando cerca de 16 mil pessoas.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.