BE quer generalizar as creches públicas

BE quer generalizar as creches públicas

 

Luísa Couto   Regional   10 de Out de 2008, 10:53

O Bloco de Esquerda (BE) dos Açores escolheu o porto de pescas de São Mateus, na ilha Terceira, para  marcar a  importância dos problemas das mulheres e a necessidade de afirmar um conjunto de respostas que  facilitem a  participação  das mulheres  na  vida política e social.
Numa tarde em que travou contacto com a Associação de Mulheres dos Pescadores, a coordenadora regional do BE, Zuraida Soares, voltou a insistir na necessidade de se encontrarem soluções  para problemas  específicos  das mulheres que constituem metade  da  população dos Açores.
No entender da dirigente bloquista, a possibilidade de contratualização  com  a  comunicação  social  pública  da produção de conteúdos  para “programas  que  promovam  a  Igualdade  de  Género  e  combatam, socialmente, a violência em espaço doméstico” poderia ser um importante passo.
Já no que concerne à formação, Zuraida Soares fala na necessidade de formação  profissional  adaptada  à  realidade  concreta  de  mulheres  e  jovens, a que se deveriam somar Programas específicos para apoio efectivo às mães adolescentes.  Caso consiga chegar ao parlamento, o BE assegura que irá trabalhar para a generalização das creches públicas, para bebés a partir dos 4 meses, com horários compatíveis com os horários laborais dos pais e das mães.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.