Barril ultrapassa pela primeira vez os 92 dólares em Nova Iorque


 

Lusa / AO online   Economia   26 de Out de 2007, 20:07

O petróleo bateu esta sexta-feira um novo recorde em Nova Iorque ao ultrapassar a fasquia dos 92 dólares o barril depois dos Estados Unidos terem acusado os militares do Irão de apoiarem o terrorismo e de anunciarem novas sanções contra o país.
Os Estados Unidos querem que o Irão páre o processo de enriquecimento de urânio que suspeitam estar a encobrir um programa mais vasto de desenvolvimento de armas nucleares.

Os preços estão também a reflectir a tensão que se vive no norte do Iraque com confrontos entre as forças turcas e os rebeldes curdos do PKK.

O preço do petróleo para entrega em Dezembro estava a subir 74 cêntimos, para 91,20 dólares o barril, no mercado de Nova Iorque, mas os contratos futuros alcançaram os 92,22 dólares o barril, o preço mais elevado desde o inicio da comercialização em 1983.

O petróleo de Brent, referência para o mercado português, subiu 73 cêntimos para 88,21 dólares o barril no mercado de Londres.

Alguns analistas consideram que o ambiente é propicio para que em breve se atinja os 100 dólares o barril de petróleo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.