OE2012

Autarcas PS e PSD juntam-se nas críticas ao limite de endividamento das câmaras


 

Lusa/AO online   Nacional   20 de Out de 2011, 16:39

Autarcas do PS e PSD juntam-se nas críticas ao corte para metade do limite de endividamento das autarquias, previsto na proposta do Orçamento do Estado para 2012, afirmando que vai levar quase 200 câmaras municipais para o incumprimento.
“Sabíamos que a redução de dois por cento de pessoal e 15 por cento dos quadros dirigentes constava do acordo com a ‘troika’. O que surpreendeu o município foi esta proposta absurda de, sem qualquer critério, passar para metade a capacidade de endividamento dos municípios”, disse  o presidente dos autarcas do PS, Rui Solheiro.

Lembrando que a “Lei das Finanças Locais já reduziu drasticamente a capacidade de endividamento dos municípios”, o socialista prevê que a situação será “dramática” para muitos.

“Os municípios estavam a fazer uma gestão rigorosa no sentido de cumprir com a lei, já restritiva em relação ao crédito, e, de repente, sem qualquer despesa extra, a grande maioria vai ficar em situação de incumprimento”, disse o autarca de Melgaço.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.