Açoriano Oriental
Australiano acusado de negociar vendas de mísseis da Coreia do Norte

Um residente de Sydney nascido na Coreia do Sul foi hoje acusado de agir como agente económico para a Coreia do Norte na Austrália, por alegadamente tentar fazer negócios avultados para Pyongyang que incluíam componentes usados nos mísseis balísticos.

Australiano acusado de negociar vendas de mísseis da Coreia do Norte

Autor: Lusa/AO online

A polícia federal australiana disse que o homem de 59 anos naturalizado australiano Chan Han Choi usava comunicações encriptadas para fazer as vendas e discutir o fornecimento de armas de destruição maciça. As suas ações violam tanto as sanções das Nações Unidas como da Austrália contra a Coreia do Norte, informou a polícia.

As autoridades disseram que o homem agia para gerar negócio para Pyongyang, organizando a venda de software de computador usado para guiar mísseis balísticos,

bem como conhecimentos da Coreia do Norte para outras "entidades internacionais".

Choi enfrenta seis acusações relacionadas com a negociação da venda de componentes de mísseis e de conhecimentos da Coreia do Norte para outras entidades internacionais, e por tentar transferir carvão da Coreia do Norte para a Indonésia e Vietname.

Choi não compareceu hoje em tribunal, em Sydney. A sua fiança foi formalmente recusada.

O comissário assistente da Polícia Federal, Neil Gaughan, disse que os governos da Indonésia e do Vietname - ou entidades nesses países - não estavam envolvidos na tentativa de transferência de carvão.

Choi é a primeira pessoa acusada sob a lei de armas de destruição maciça da Austrália e pode enfrentar uma pena de prisão de até 10 anos.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.