Trabalho

Aumentos dos salários deverão situar-se entre 1 a 1,5%

Aumentos dos salários deverão situar-se entre 1 a 1,5%

 

Lusa/AO online   Economia   23 de Nov de 2009, 11:02

O governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio admitiu esta segunda-feira que o aumento dos salários para 2010 deverá situar-se na ordem de 1 a 1,5 por cento.
"Em geral, para a economia e, sobretudo, para a economia empresarial [seja pública ou privada], os aumentos salariais reais deverão situar-se entre 1 a 1,5 por cento, correspondendo isto à inflação previsível", disse Vitor Constâncio à margem do V Fórum Parlamentar Ibero-americano que se realiza na Assembleia da República.

No entanto, o governador do Banco de Portugal considerou que, no caso da função pública, devido ao aumento salarial de 2,9 por cento registado neste ano, o aumento poderá ficar abaixo daquele intervalo, uma vez que não se esperava uma inflação negativa.

Os aumentos da função pública vão sobretudo depender das previsões que estão a ser feitas para o Orçamento do Estado do próximo ano.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.