Tecnologia

Apple oferece 44milhões de euros para manter executivo próximo de Steve Jobs


 

Lusa/AO online   Economia   11 de Nov de 2011, 16:31

A Apple ofereceu 60 milhões de dólares (44 milhões de euros) a Philip Schiller, director do departamento de marketing e próximo do fundador, para este continuar na multinacional por mais cinco anos, noticia o site brasileiro Exame.com.
Este valor resulta de uma gratificação de 150 mil acções preferenciais que a fabricante de iPhone deu a Philip Schiller, considerado "o mais fiel" a Steve Jobs, fundador da Apple que faleceu no mês passado.

Philip Schiller pertence a um grupo restrito de trabalhadores da Apple que recebeu recentemente gratificações, onde também estão incluídos os directores de software Scott Forstall e do departamento financeiro Peter Oppenheimer.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.