Açores com mais de 22.700 atletas federados em 2018


 

Lusa/AO Online   Regional   2 de Set de 2019, 15:16

Os Açores contaram em 2018 com 22.746 atletas federados, num total de 46 modalidades, de acordo com os dados referentes à demografia associativa, adiantou esta segunda-feira o executivo regional.

Segundo dados divulgados pela Direção Regional do Desporto, em 2018, competiram na região 15.777 atletas em masculinos, cerca de 69,4%, e 6.969 em femininos, que representam 30,6%, "sendo esta percentagem de participação a mais significativa registada nos últimos anos".

Os dados indicam que os escalões de formação representam a larga maioria dos atletas federados, com 76,18%, perfazendo um total de 17.329.

Registaram-se 1.048 treinadores em atividade federada na região, sendo que o número total de árbitros/juízes atingiu os 1.191.

Os dirigentes federados nos Açores, em 2018, eram 1.595.

"A taxa de participação absoluta (relação entre o número de atletas federados e o número total da população) é de 9,22%, o que representa também um valor muito significativo no contexto nacional, enquanto a taxa de participação desportiva potencial (calculada sobre a população residente, da faixa etária entre os 8 e 34 anos) foi de 23,78%, diminuindo assim em relação ao ano de 2017 (24,71%)", acrescenta a nota do executivo açoriano.

A Direção Regional do Desporto tem disponíveis no Portal do Governo dos Açores os dados relativos à demografia associativa das épocas desportivas 2017/18 ou 2018, de acordo com o limite temporal de referência estabelecido para cada uma das modalidades.

Esta demografia federada corresponde à sistematização, tratamento e apreciação de um conjunto de elementos caracterizadores da situação do desenvolvimento desportivo dos Açores, no contexto do desporto federado, refere a nota do Governo açoriano enviada às redações.

Nesta informação, sublinha a mesma nota, "são apresentados dados relativos aos praticantes desportivos, treinadores, árbitros e juízes, dirigentes e outros agentes no global da Região, nas diferentes ilhas, tendo por referência a sua população, bem como um conjunto de textos de apreciação geral, que apresentam também uma visão evolutiva da situação".

A publicação disponibiliza ainda elementos de caracterização para cada modalidade.

"A metodologia de recolha utilizada passa sistematicamente pelo fornecimento dos dados por parte das diferentes estruturas associativas regionais de cada modalidade e sua aferição pelas respetivas federações", explica.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.