Açoriano Oriental
Escola
Colégio do Castanheiro

Ficamos em casa, mas somos Família CC!


CC

 

Neste contexto de pandemia, o Colégio do Castanheiro muniu-se das suas maiores forças: a união e a partilha que sempre caracterizaram a equipa desta instituição. Cumpridas as orientações de quarentena, sabemos que os nossos alunos e as suas famílias precisam de nós e que o laço que nos une é mais forte do que qualquer isolamento social.

Assim, toda a equipa do Colégio arregaçou as mangas e pôs mãos e alma ao trabalho para poder garantir esse acompanhamento. Desde o Pré-Escolar e Primeiro Ciclo, ou seja, os nossos Alicerces da Vida; passando pelos 2.º e 3.º ciclos, De Mãos Dadas com a Realidade e Construindo uma Identidade, respetivamente; e culminando no Ensino Secundário, etapa denominada de Preparando o Futuro, todos os alunos e encarregados de educação receberam ontem uma proposta de planificação do seu horário semanal com atividades não presenciais.

Sabemos que não é tempo de exigir que os nossos alunos façam o que fariam se estivessem a assistir a aulas tradicionais. Queremos e devemos continuar a marcar a diferença pela nossa presença, até em ausência, pela nossa disponibilidade, pelo diálogo constante. As planificações enviadas são sugestões flexíveis, elaboradas pelo Conselho de Turma, adaptadas à realidade de cada faixa etária e de cada turma, e ficarão mais enriquecidas pela forma como cada família as porá em prática. Contêm propostas de atividades de cada área ou disciplina, complementadas por sugestões lúdicas, culturais e até gastronómicas e enriquecidas por ferramentas de relaxamento e controlo da ansiedade, da responsabilidade da psicóloga do Colégio. Alguns professores estão a preparar aulas gravadas a partir do SmartBoard para poderem enviar aos alunos e, assim, se fazerem sentir mais próximos deles.

A fim de que possamos ir monitorizando o trabalho realizado, aderimos a uma plataforma educacional que incentiva a comunicação e colaboração entre professores e alunos. Cada aluno e/ou encarregado de educação já recebeu as credenciais de acesso e a troca de informação por essa via já se iniciou com sucesso.

É com orgulho que podemos dizer que já começamos a receber feedback positivo dos nossos alunos que estão a abraçar este desafio e a surpreender-nos com a sua capacidade de se manterem ligados ao Colégio nesta nova realidade que nos obrigou a afastar o espaço físico entre nós, mas que nos está a fazer sentir cada vez mais próximos em termos humanos. Ficamos em casa, mas somos “família CC” para além de qualquer edifício!

 

AO Escolas

EFTH prepara arranque do 3º Período
Ainda que pelos motivos que se conhecem, o futuro começou a ser reinventado e nada vai fazer parar o plano formativo e pedagógico da EFTH.
 
Escola de Formação Turística e Hoteleira
Iª Feira do Livro da Biblioteca da ESLagoa
Para Voltaire, “A leitura engrandece a alma”. Já, para Saramago, “A leitura é, provavelmente, uma outra maneira de estar em um lugar” e outros há que associam “leitura” a viagem, fonte de prazer, enriquecimento de alma, de conhecimento, de comunicação com o passado ou, simplesmente, uma forma de aumentar o vocabulário e de aprimorar a ortografia. Motivar os alunos para a leitura, visto os inúmeros benefícios que esta acarreta, numa sociedade em que a prioridade são as tecnologias e as redes sociais, tem sido o principal foco da biblioteca da Escola Secundária de Lagoa. Neste sentido, para além de outras atividades que desenvolve ao longo do ano, a biblioteca promoveu, entre os dias 10 e 13 de março, uma Feira do Livro.
 
Escola Secundária da Lagoa
Sentir, pensar, crescer e inspirar em casa!
Urge gerir o tempo. A comunidade educativa está resguardada em casa para combater a propagação do Covid-19. Mas não há razão para baixar as mãos, o ecrã do computador poderá ser um meio para nos mantermos ligados, colaborarmos e aprendermos.
 
Escola Secundária da Lagoa

Notícias AO

"429 empresas já pediram para entrar em lay-off" é a manchete do Açoriano Oriental
A capa do Açoriano Oriental destaca que lay-off deverá abranger milhares de trabalhadores nos Açores, em consequência da crise provocada pela Covid-19.
 
São expectáveis novas cadeias de transmissão nos Açores
O responsável da Autoridade de Saúde Regional dos Açores, Tiago Lopes, considerou esta sexta-feira que é expectável que surjam novas cadeias de transmissão local do novo coronavírus no arquipélago, onde existem 66 casos confirmados da covid-19.
 
População das Sete Cidades diz que “Deus vai ajudar” a acabar com o "xaile negro"
Ilda Sousa está “muito preocupada” com o que a covid-19 pode gerar nas Sete Cidades, onde habita, mas convicta de que “Deus vai ajudar”, afirmando que foi como um “xaile negro” que caiu sobre a freguesia açoriana.
 
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.