Vasco Cordeiro refuta críticas de empresários e PSD sobre promoção do destino Açores

Vasco Cordeiro refuta críticas de empresários e PSD sobre promoção do destino Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Out de 2019, 09:11

O presidente do Governo dos Açores refutou críticas da Câmara de Comércio de Ponta Delgada e do PSD sobre eventuais falhas na promoção do destino Açores, que poderiam ter motivado a saída da operadora Delta da região.

"Quem faz críticas dessas não sabe do que está a falar, nem conhece o suficiente deste processo para fazer um juízo desta maneira", considerou Vasco Cordeiro, questionado na Praia da Vitória, ilha Terceira, pela agência Lusa a propósito do anúncio de que a norte-americana Delta Air Lines vai deixar de ligar Nova Iorque a Ponta Delgada.

Nos comentários à notícia, a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada e o PSD coincidiram nas críticas a um "falhanço da promoção" dos Açores no mercado norte-americano, neste caso em concreto.

A própria Delta, diz Vasco Cordeiro, afirma que o cessar da operação "não tem nada a ver com qualquer falha do ponto de vista regional", e o governante diz ainda ser "pena" que "poucas ou nenhumas vezes" haja críticas que procurem posicionar-se "do lado da solução".

"O Governo Regional já está a trabalhar" na forma de atenuar os efeitos que "esta decisão, privada", podem causar, acrescentou ainda o chefe do executivo açoriano.

E concretizou: "Nem a entidade responsável pela promoção do turismo dos Açores nem o Governo Regional falharam nesta matéria".

Depois, Vasco Cordeiro assinalou que "muitos dos que defendem" a iniciativa privada venham neste caso "não assumir plenamente" o que defendem e "pretendam encontrar culpados onde eles não existem".

A companhia norte-americana Delta Air Lines começou em maio de 2018 a voar para os Açores, ligando Ponta Delgada ao Aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque, e arrancou a operação com cinco voos por semana com um Boeing 757-200ER, com capacidade para 199 passageiros.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.