Operação "Natal em Segurança" arranca hoje


 

Lusa / AO online   Nacional   25 de Nov de 2007, 11:59

A Operação "Natal em Segurança 2007", que arranca hoje e termina a sete de Janeiro, integra também a campanha "Mortes na Estrada - Vamos acabar com esse drama".
    O subintendente da Polícia de Segurança Pública (PSP) Pedro Moura adiantou à Lusa que por a Operação "Natal em Segurança" integrar a campanha governamental, que visa a diminuição da sinistralidade rodoviária, "irá permitir o prolongamento em duas semanas da operação normal".

    A operação "Natal em Segurança" envolverá, tal como no ano passado, elementos da PSP, GNR, Protecção Civil e Associação Promotora de Segurança Rodoviária, de forma a reforçar a "atitude proactiva e dissuasora", visando a diminuição da criminalidade e sinistralidade na sua área de actuação, aumentando "as condições e o sentimento de segurança" dos cidadãos, através de uma série de medidas, explicou o responsável.

    "Esta época determina sempre uma maior movimentação de pessoas e de carros e um aumento significativo de volume de dinheiro em circulação, pelo que se torna premente o aumento da segurança", afirmou o subintendente.

    Assim, a partir de 14 de Dezembro, haverá um maior número de agentes policiais na rua através do reforço do policiamento “com os cerca de 300 elementos e de 140 viaturas afectos ao Programa Escola Segura", disse Pedro Moura.

    Nesse período, à semelhança do ano passado, haverá também um reforço policial de 600 elementos do Corpo de Intervenção nos Comandos de Lisboa, Porto, Faro, Braga, Setúbal, Aveiro, Leiria e Santarém.

    Na vertente de patrulhamento (visibilidade), trânsito e investigação criminal, actuarão por dia cerca de 3.000 elementos policias e haverá um reforço de 90 binómios cinotécnicos (agente/cão) nas principais zonas comerciais.

    A instalação de cerca de 20 postos móveis de atendimento da PSP nas zonas comerciais/turísticas, a realização de acções policiais dirigidas para as áreas junto a estabelecimentos de ensino, centrais de transportes públicos e zonas de diversão nocturna são outras das medidas da operação, a par de um aumento do controlo e fiscalização do trânsito automóvel nos principais eixos rodoviários.

    "Na vertente de trânsito, a PSP vai privilegiar a regularização do trânsito em locais de maior sinistralidade, nomeadamente junto a passagens para peões, que têm representado maiores riscos para os cidadão", acrescentou.

    A condução sob o efeito do álcool e o excesso de velocidade serão também alvo de controlo rigoroso da PSP durante este período, dado que "são estas as causas mais comuns de acidentes rodoviários", explicou Pedro Moura.

    Dada a natureza da quadra festiva, a PSP lembra alguns conselhos, designadamente não andar com quantias elevadas de dinheiro na carteira (distribuir por vários bolsos), não contar ostensivamente o dinheiro em público, transportar só os documentos estritamente necessários, não deixar objectos à vista no interior das viaturas e evitar a exibição de jóias, dinheiro e outros bens, nomeadamente telemóveis.

    Quem for viajar deve planear com antecedência as suas viagens, de forma a não coincidir com as horas de maior fluxo rodoviário, antes de viajar deve verificar as condições de segurança da viatura, moderar a velocidade e, sobretudo, não beber se vai conduzir, aconselha a PSP.

    Segundo dados da PSP, nos primeiros dez meses deste ano registaram-se menos 2.172 acidentes do que em igual período do ano passado (56.950 contra 60.122), havendo também a registar menos 104 feridos graves (955 contra 851).

    No mesmo período, registaram-se mais duas vítimas mortais (135 contra 133 nos primeiros dez meses de 2006) e mais 71 feridos (13.498 contra 13.427).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.