Ministro lembra que preços de combustíveis afectam todos os sectores


 

Lusa / AO online   Economia   27 de Nov de 2007, 15:01

O ministro da Agricultura e Pescas, Jaime Silva, disse em Bruxelas que o custo dos combustíveis afecta todos os sectores da actividade nacional, respondendo a um protesto de armadores que ameaçam deixar as embarcações em terra.
"O custo dos combustíveis atinge a agricultura, a indústria, atinge todos os sectores da actividade nacional", disse Jaime Silva, à margem do Conselho de Ministros da Agricultura e Pescas, a que presidiu.

Jaime Silva salientou ainda que "há um ligeiro aumento das descargas de pescado e há um aumento mais importante que é o dos preços de venda de peixe", considerando que o sector tem encontrado "alguma compensação ao acréscimo dos combustíveis".

O ministro lembrou ainda que os sectores da agricultura e das pescas beneficiam já de um desconto de 50 por cento no preço dos combustíveis em relação às outras actividades.

O governante disse ainda que o sector tem que "ganhar produtividade e mais-valias", lembrando que o peixe descarregado e vendido na lota é "infinitamente mais barato" que o preço que cada consumidor português paga.

"Há uma margem de mais-valia que tem que ficar no sector", referiu.

"Temos que ganhar competitividade, é esse o desafio", disse também, sublinhando que é ´"esse o diálogo que o governo tem que ter com o sector".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.