Açoriano Oriental
“Ilhas do Infante – Um Cruzeiro Nos Açores” lançado quinta-feira

O livro 'Ilhas do Infante – Um Cruzeiro nos Açores', de Guilherme de Morais, uma edição Artes e Letras, é lançado, amanhã, dia 12 de março, pelas 18 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A apresentação estará a cargo de Urbano Bettencourt.

article.title

Foto: Direitos Reservados
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Guilherme de Morais, nasceu na cidade de Ponta Delgada, a 8 de Setembro de 1904. Faleceu ainda jovem, com apenas 33 anos de idade. Destacou-se como estudante distinto na sua ilha onde frequentou o Liceu Antero de Quental, quer em Lisboa, onde se formou em Direito. Distinguiu-se como homem das letras e do jornalismo, refere nota.

Restituir o valor merecido à prosa de Guilherme de Morais, uma das vozes há muito esquecidas da literatura açoriana, é a nova aposta editorial da Artes e Letras.

De acordo com texto que faz parte desta nova edição, José Henriques santos Barros refere que "Guilherme de Morais é um autor pouco referenciado nos estudos literários açorianos, completamente ignorada pelas mais recentes gerações, até porque não houve reedições de “Ilhas do Infante. Não pode continuar a sê-lo, sob pena de estarmos a desperdiçar o que de melhor temos no domínio da crónica de viagens".

Por sua vez, Urbano Bettencourt, no seu texto de introdução ao livro, escreveu: "Um livro como as “Ilhas do Infante” fazia parte das minhas referências bibliográficas, mas o meu primeiro acesso a ele ocorreu por interposta leitura do texto de J. H. Barros, incluído nesta edição em boa hora levado a cabo pela Artes e Letras".

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.