Há mais de 300 casos de Gripe A H1N1 em Valença


 

Lusa/AO Online   Nacional   3 de Nov de 2009, 16:51

O delegado de saúde de Valença reiterou hoje que há no concelho mais de 300 casos de gripe A, embora ainda só 32 tenham sido comprovados por análise laboratorial.

"Na quinta-feira, entre os cerca de 300 alunos que apresentavam sintomas gripais, foram feitas 32 colheitas para análise laboratorial e todas elas acabaram por dar positivo para gripe A. Estando nós na presença de um surto epidémico, podemos dizer que para a mesma população, com os mesmos sintomas, nas mesmas condições, também foi gripe A", considera Amílcar Lousa.

Desde quinta-feira, já se registaram no concelho vários casos de sintomas gripais, o que levou a que, na segunda-feira, 400 alunos faltassem às aulas nas 15 escolas do concelho.

"Alguns ficaram em casa por decisão dos pais, por medo de contágio, mas outros apresentavam sintomatologia gripal, pelo que há, seguramente, mais de 300 casos de gripe A no concelho", insiste Amílcar Lousa.

Nos últimos dias, tem havido bastante confusão acerca do número de casos de gripe A no concelho de Valença. Autarcas e membros de associações de pais ouvidos pela Lusa garantem que são apenas 32.

"Os 32 dizem respeito exactamente ao número de amostras que recolhemos para mandar para análise e que deram todas positivo", justifica o delegado de saúde.

Na segunda-feira, afluíram às urgências do centro de saúde local quase 180 alunos, mas hoje foram apenas "uns cinco ou seis", o que, segundo Amílcar Lousa, significa que o surto epidémico "parece estabilizado".

Desde quinta-feira, cerca de 550 pessoas recorreram às urgências, todas com sintomas de gripe.

O delegado de saúde disse ainda que não há nenhum caso grave nem nenhum aluno internado.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.