Jogos Olímpicos

Gustavo Lima bolina para a prata ou o bronze

Gustavo Lima bolina para a prata ou o bronze

 

Emídio Simões, Lusa/AO online   Outras modalidades   18 de Ago de 2008, 14:59

Gustavo Lima tem terça-feira as atenções dos portugueses concentradas sobre si, na esperança de que o velejador dê a Portugal a segunda medalha nos Jogos Olímpicos Pequim2008, um dia depois de Vanessa Fernandes ter conquistado a prata no triatlo.


    O campeão do Mundo de 2003 parte para a “Medal Race” da classe Laser na terceira posição, com 66 pontos, sabendo que a medalha de ouro já é para si inatingível, mas a de prata está à mão, embora tenha de olhar para trás, porque os quarto e quinto classificados estão perto.

    Paul Goodison lidera com 45 pontos e só pode perder o ouro para o segundo classificado, Rasmus Myrgren. Mesmo assim será campeão se terminar a “Medal Race” em nono e penúltimo lugar, porque uma vitória do sueco conjugada com um 10º lugar do britânico deixa-os empatados e aí o nórdico tem a vantagem do triunfo na corrida decisiva.

    Para garantir a prata, numa regata que começa às 13:00 (5:00 em Ponta Delgada), Lima, que soma 66 pontos, tem de terminar duas posições à frente Myrgren e uma do esloveno Vasili Zbogar, que têm 63 e 67, não ficar mais do que um lugar atrás do italiano Diego Romero e esperar que o australiano Andrew Murdoch, sexto com 79, não vença.

    Nascido há 31 anos no Rio de Janeiro, Gustavo Lima disputa os seus terceiros Jogos Olímpicos, depois de ter sido quinto classificado em Atenas2004 e sexto em Sydney2000.

    À entrada para o 11º dia dos Jogos Olímpicos, Portugal ainda só tem uma das quatro medalhas pretendidas pelos responsáveis do Comité Olímpico de Portugal e 11 dos 60 pontos ambicionados pela equipa liderada por Vicente Moura.

    No dia em que a campeã mundial em pista coberta Naide Gomes disputa a qualificação do salto em comprimento, a vela portuguesa tem mais uma embarcação a lutar por entrar bem colocada na “Medal Race” de quinta-feira.

    Afonso Domingos e Bernardo Santos têm as oitava e nona regatas de Star em Qingdao, a 600 quilómetros de Pequim, ocupando o sexto lugar de uma classe muito aberta: a três regatas da “Medal Race”, têm 37 pontos, só mais 14 que os líderes, os suecos Fredrik Loof e Anders Ekstrom.

    Na 10ª regata da prancha RS:X, classe na qual é nono classificado, o campeão europeu e vice-campeão mundial João Rodrigues também vai tentar confirmar a entrada na “Medal Race” de quarta-feira, mas já não tem qualquer hipótese de conquistar uma medalha.

    Pela manhã, a partir das 9:40 (1:40) no Estádio Nacional, Naide Gomes deve garantir tranquilamente a presença na final do salto em comprimento: a atleta do Sporting, de 28 anos, precisa de ficar entre as 12 primeiras da qualificação ou saltar 6,75 metros, mas nas semanas anteriores aos Jogos esteve muito acima disso.

    Em 22 de Julho, ao ganhar o meeting de Estocolmo, com 7,04 metros, bateu o recorde nacional e igualou a melhor marca mundial do ano da russa Lyudmila Kolchanova, mas uma semana depois venceu o do Mónaco com 7,12, nova melhor marca mundial de 2008.

    O atletismo abre às 09:00 com Sílvia Cruz na qualificação do dardo, que a atleta do Sporting terá muitas dificuldades para superar, pois a sua melhor marca do ano (59,76 metros) só é superior às de 10 das suas adversárias no Grupo A e às de 22 no total das 57 concorrentes.

    Qualificam-se para a final as 12 melhores lançadoras no conjunto dos dois grupos e todas as outras que passarem os 61,50 metros.

    Enquanto na canoagem se disputam as eliminatórias das provas de 500 metros, com Emanuel Silva e Teresa Portela em K1 e a dupla Beatriz Gomes/Helena Rodrigues em K2 a actuarem a partir das 15:40 (7:40), o ténis de mesa faz a sua estreia olímpica, e logo com três jogadores em acção.

    Na primeira eliminatória, Tiago Apolónia defronta às 13:00 (3:00) o dominicano nascido na China Lin Ju, que foi nono em Atenas2004, enquanto às 14:30 (6:30) Marcos Freitas joga com o vencedor do embate da pré-eliminatória entre o egípcio Lashin El-Saved e o argentino Pablo Tabachnik.

    Na jornada nocturna, João Monteiro joga às 20:15 (12:15) com o vencedor do encontro da pré-eliminatória entre o nigeriano Segun Toriola e o norte-americano David Zhuang.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.