Orçamento de Estado

Governo devia ter cortado mais na despesa


 

Lusa / AO online   Economia   27 de Jan de 2010, 17:09

A AEP e a AIP-CE consideram insuficientes os sinais de consolidação das finanças públicas, no Orçamento do Estado para 2010, aplaudem o congelamento dos salários da função pública e exigem maior selectividade nos investimentos públicos.
"A AEP e a AIP-CE consideram insuficientes os sinais dados na proposta de Orçamento de Estado para 2010 no sentido da consolidação das finanças públicas portuguesas, através da contenção da despesa corrente primária, que apresenta um crescimento idêntico ao previsto para o crescimento nominal do PIB", informam as duas associações empresariais em comunicado conjunto.

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) e a Associação Industrial Portuguesa (AIP) defendem que "a falta de contenção é notória na progressão de quase sete por cento prevista para o consumo intermédio das administrações públicas".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.