Fenómeno das migrações precisa de resposta global, diz Igreja Católica


 

Lusa/AO On line   Nacional   12 de Nov de 2009, 05:15

O director da Obra Católica Portuguesa de Migrações (OCPM), frei Francisco Sales, defende que as migrações são um fenómeno global que precisa de respostas globais, recusando uma visão economicista do problema.

“As migrações são um fenómeno globalizado que não se circunscreve apenas a alguns países e precisa de respostas globais que respondam aos dramas humanos que lhe estão associados”, disse à Agência Lusa o frei Francisco Sales, à margem do VI Congresso Mundial sobre a Pastoral para os Migrantes e Refugiados, que termina hoje em Roma.

O congresso é uma organização do Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e Refugiados e tem como tema “O fenómeno migratório no contexto da globalização”.

O responsável afirmou que o congresso é “um espaço de partilha de experiências e conhecimento da realidade”, salientando a importância de a Igreja “encontrar caminhos e orientações comuns” nesta matéria.

Por outro lado, reconheceu que a iniciativa é um meio de sensibilização para que haja “um olhar diferente sobre os migrantes”, que não apenas a “visão meramente economicista”.

“Um migrante é uma pessoa com direitos e deveres e tem de ser tratado como tal”, observou, sublinhando que “a história de qualquer migrante tem sempre um grande drama, um grande sofrimento, que começa quando deixa o seu país em busca de uma vida melhor”.

O director da OCPM adiantou que a mensagem que deverá sair do congresso é a da “primazia da pessoa humana acima do interesse económico do mundo”, admitindo o desejo de que do encontro saia uma “chamada de atenção da responsabilidade que os países ricos têm em relação aos países pobres”, de onde são oriundos os migrantes.

“O problema não está no local de chegada, mas no local de origem”, lembrou, apontando para a necessidade de um trabalho mais intenso nas causas das migrações.

“Só assim se evitam dramas que se passam nos cinco continentes”, declarou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.