Ex-trabalhador da Esegur acabou com greve de fome


 

Lusa / AO online   Nacional   18 de Nov de 2009, 17:18

O ex-trabalhador da Esegur Líbano Ferreira terminou na semana passada a greve de fome que manteve durante mais de duas semanas à porta da sede daquela empresa de segurança privada, tendo recebido uma oferta de trabalho de outro empregador.
Contactado pela agência Lusa, afirmou que "já não estava ali a fazer nada", reiterando que o objectivo de chamar a atenção para as alegadas práticas erradas da empresa não foi integralmente cumprido.

Líbano Ferreira, que durante 16 dias viveu no carro, em frente ao portão da Esegur, no Prior Velho, Loures, trabalhou durante seis anos na empresa no sector do transporte de valores, mas foi despedido há cerca de um ano.

Em tribunal, mantém com a empresa um litígio sobre os motivos do seu despedimento, que considera ter sido errado.

Da greve de fome, além da "solidariedade dos ex-colegas" da Esegur, que diariamente o acompanharam no protesto, Líbano Ferreira tirou pelo menos uma consequência positiva.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.