Açoriano Oriental
Estados Unidos aguardam autorização para instalar mísseis Patriot no Iraque

Os Estados Unidos aguardam luz verde do Governo do Iraque para instalar sistemas antimíssil Patriot em bases usadas pelo exército norte-americano naquele país que têm sido alvo de ataques por mísseis iranianos, anunciou o Pentágono.

article.title

Foto: EPA/Jered Stone / US MARINE CORPS
Autor: Lusa/AO Online

Em retaliação pelo recente assassínio do general Qassem Soleimani, em Bagdad, o Irão lançou 11 mísseis sobre a base aérea de Ain al-Assad e de Erbil, onde estão estacionados alguns dos 5.200 soldados norte-americanos no Iraque.

Nenhum soldado foi morto, mas dezenas foram vítimas de concussões devido à violência das explosões, e Washington quer agora proteger melhor essas bases, instalando sistemas de defesa antiaérea Patriot, compostos por radares e mísseis de alto desempenho, capazes de destruir um míssil balístico em pleno voo.

Hoje, o secretário de Defesa, Mark Esper, disse que a instalação desses sistemas aguarda luz verde do Governo iraquiano, que está dividido quanto à manutenção de forças dos EUA no país.

“Precisamos da permissão dos iraquianos, este é um dos problemas”, disse Esper, explicando que o envio de sistemas Patriot envolve ainda a deslocação de um número significativo de soldados para garantir a sua operação.

Após a morte de Qassem Soleimani, o Governo do Iraque condenou aquilo que designou por “ataque à sua soberania” e acusou a coligação internacional estacionada no país de “ter excedido o seu mandato”.

A coligação, formada em 2014 para lutar contra o grupo extremista Estado Islâmico - que capturou um terço do território iraquiano e grandes áreas da Síria - é liderada pelos Estados Unidos e reúne soldados de 76 países.

Em 05 de janeiro, o Parlamento iraquiano aprovou uma resolução a favor da partida de tropas estrangeiras do território, obrigando a uma suspensão de todas as operações militares norte-americanas e da NATO na região.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.