Açoriano Oriental
Corpos de pai e filha afogados na fronteira México-Estados Unidos regressaram a El Salvador

Os corpos dos imigrantes salvadorenhos Óscar Martínez e da sua filha Valeria, que morreram há uma semana afogados num rio na fronteira México-Estados Unidos, chegaram hoje a El Salvador, indicou um porta-voz do Governo.


Foto:
Autor: AO Online/ Lusa

Desde quarta-feira, quando foi conhecida a imagem do pai e da filha com menos de dois anos afogados no rio Bravo, que o mundo ficou em choque com o desespero dos imigrantes que tentam chegar aos Estados Unidos.

Óscar Martinez Ramirez, um cozinheiro de 25 anos, de El Salvador, e a sua filha Valeria, de 23 meses, surgiam na imagem posicionados de barriga para baixo a flutuar na margem do rio Bravo (ou rio Grande na terminologia norte-americana).

Os restos mortais entraram pela fronteira com a Guatemala, conhecida como La Hachadura, passadas as 08:00 (15:00 em Lisboa), em dois veículos de uma funerária.

Os corpos serão trasladados até San Salvador por estrada, e espera-se que cheguem ao fim da tarde de hoje para serem realizadas as exéquias.

A mãe da menina e esposa de Óscar, Tania Vanessa Ávalos, que foi resgatada das águas, foi apoiada pelo cônsul salvadorenho, Rafael Rosales.

As autoridades explicaram que os corpos seguiram para El Salvador por terra por ser um procedimento "muito mais rápido", e que "permite um maior cuidado" com os restos mortais.

No último mês, a crise migratória que se vive nas fronteiras mexicanas agudizou-se, depois de os Estados Unidos terem dado um ultimato ao país para acabar com o fluxo migratório.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.