Camboja faz ultimato à Tailândia


 

Lusa/AOonline   Internacional   14 de Out de 2008, 11:41

O primeiro-ministro cambojano apresentou um ultimato à Tailândia para que retire até ao meio-dia (6:00 de Lisboa) as tropas estacionadas numa área fronteiriça em disputa, antes que esta seja "zona de batalha de vida ou morte".
O ultimato de Hun Sen surge no meio da tensão crescente entre os dois países na disputa de uma faixa fronteiriça onde se encontra o templo budista de Preah Vihear, do século XI.

    Hun Sen acusou as tropas tailandesas de avançarem na área fronteiriça na tentativa de ocuparem território cambojano.

    O primeiro-ministro disse que ordenou aos chefes militares cambojanos para assumirem "toda a responsabilidade sobre a área. É uma zona de batalha de vida ou morte".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.