Câmara e junta de freguesia de São José unem esforços para combater problemática da segurança

Câmara e junta de freguesia de São José unem esforços para combater problemática da segurança

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   17 de Out de 2018, 12:27

Combater o sentimento de insegurança em algumas zonas da freguesia e melhorar as acessibilidades, foram algumas das questões em análise, no dia de ontem, no decorrer da visita do presidente da autarquia de Ponta Delgada à freguesia de São José.



Ambos os presidentes assumiram o compromisso de reunir com as entidades responsáveis pela segurança, nomeadamente com a Polícia de Segurança Pública e com a Polícia Judiciária, para trabalharem em conjunto, a problemática que afeta sobretudo o Largo 2 de Março, o Lagedo e o Campo de São Francisco, refere nota de imprensa.


A mesma nota explica que, não sendo da sua competência, a Polícia Municipal de Ponta Delgada prontamente se disponibilizou para colaborar.


Numa ótica de promoção do diálogo e concertação de estratégias, José Manuel Bolieiro e Jorge Oliveira decidiram, igualmente, convidar pais e a direção da Escola Canto da Maia, para uma reflexão sobre a melhor solução para evitar o congestionamento de trânsito na zona e salvaguardar a segurança e conforto dos pais e crianças.


Uma situação, diz a nota, criada na sequência do aumento da volumetria da escola e pelo significativo acréscimo no número de alunos, um processo em que não foi tido em conta o parecer da autarquia.


Em cima da mesa esteve também a necessidade de intervir em apeadeiros e passadeiras, a falta de estacionamento e a urgência de rever os sentidos de algumas ruas e até mesmo criar mais faixas de rodagem noutras, como é o caso da Avenida Antero de Quental.


Em matéria de higiene e limpeza, o presidente da junta de freguesia congratulou-se com as melhorias significativas decorrentes das intervenções da câmara e apontou aspetos que importa, contudo, aperfeiçoar.


Os responsáveis, entre outras questões, também fizeram o ponto de situação de alguns projetos para a freguesia, como o caso da Biblioteca Fátima Sequeira Dias.





Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.