Câmara da Horta cria equipa para a Igualdade na Vida Local

Câmara da Horta cria equipa para a Igualdade na Vida Local

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   22 de Out de 2019, 17:18

No âmbito das comemorações do Dia Municipal Viver em Igualdade, celebrado este ano no passado dia 18 de outubro, a Câmara Municipal da Horta apresentou a equipa para a Igualdade na Vida Local, uma das competências atribuídas ao município, de acordo com o protocolo firmado com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), em junho passado.

Segundo nota de imprensa, esta equipa tem como principal competência garantir a coordenação, implementação e avaliação das medidas e ações desenvolvidas no contexto do referido protocolo, designadamente do Plano Municipal para a Igualdade e Não Discriminação. É composta pelo presidente da autarquia, por dois dirigentes do município, representantes da APADIF, Santa Casa da Misericórdia da Horta, UMAR e CIG. Ao abrigo do mesmo, o município dispõe de duas conselheiras locais para a Igualdade, uma externa e uma interna.


“A implementação deste dia não tem como objetivo ser uma data que comemora esta temática, uma vez por ano, mas ser uma oportunidade de reflexão conjunta sobre o que já foi feito, o que se faz e sobre o que ainda há para fazer, nesta área de intervenção da sociedade", disse a vereadora da autarquia da Horta, Ester Pinto Pereira, na sessão de abertura do evento, para quem “ é imperativo promover a igualdade entre mulheres e homens, através da prevenção e combate a todas as formas de violência, fomentar a conciliação da vida profissional, familiar e pessoal, combater a discriminação em todas as suas manifestações, entre outras", referiu ainda.


Para Rosa Oliveira, representante da CIG Portugal – delegação do Norte, que viajou até à cidade da Horta para apresentar a 'Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação Portugal Mais Igual 2018-2030', “o município está à frente no que a estas matérias diz respeito, sendo um dos municípios que mais tem apostado nestes instrumentos sociais, para diminuir qualquer tipo de desigualdade ou discriminação”, disse citada na mesma nota.


A Conselheira Municipal para a Igualdade, Carla Mourão, traçou os pressupostos que estão na base da atualização do II Plano Municipal para a Igualdade, Cidadania e Não Discriminação que, de acordo com os documentos orientadores da estratégia nacional, está a ser levado a cabo pelo município.


De acordo com a Conselheira, “já foram aplicados inquéritos às entidades/instituições do concelho e aos/às colaboradores/as da autarquia e, posteriormente, serão aplicados à comunidade faialense para aferir as potencialidades, bem como as fragilidades ainda existentes nestas matérias"


Também integrado nas comemorações do Dia Municipal Viver em Igualdade, dedicado aos alunos do 9º ano, foi apresentado, no auditório da Escola Secundária Manuel de Arriaga, o projeto “Desafiar Estereótipos, pela cantora Ana Bacalhau, promovido pela empresa Betweien.


“Desafiar Estereótipos” é um projeto direcionado para a comunidade escolar que explora, para uma melhor compreensão da temática geral, os diversos contextos de vida, onde a discriminação, em função do género, acontece, nomeadamente, na conciliação entre a vida pessoal, familiar e profissional, nos contextos de poder e de tomada de decisão e em casos de violência de género.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.