Atlânticoline antecipa operação do “Megajet” para cobrir ausência do “Azores Express”

Atlânticoline antecipa operação do “Megajet” para cobrir ausência do “Azores Express”

 

Lusa/AO Online   Regional   28 de Mai de 2019, 12:13

A Atlânticoline vai antecipar a operação do barco rápido "Megajet", no transporte marítimo de passageiros nos Açores, para cobrir a ausência do "Azores Express", que continua na Grécia a aguardar certificação.

"A Atlânticoline garante o início da operação sazonal, com o navio de alta velocidade ‘Megajet’, navio este que já fazia parte da programação da empresa, como navio B, que se espera inicie a operação em 03 de junho", referiu hoje o presidente do Conselho de Administração da Atlânticioline, Carlos Faias, em declarações à Lusa.

Segundo o administrador, o "Megajet", com 77 metros de comprimento e 26 de largura, com capacidade para transportar 650 passageiros e 110 viaturas, e já saiu da Grécia, rumo a Ponta Delgada, onde deverá chegar na próxima sexta-feira.

A operação sazonal da Atlânticoline, com recurso a navios fretados, devia ter começado na passada semana, por altura dos principais festejos religiosos dos Açores, as Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, mas o navio A, o "Azores Express", continua ainda na Grécia a aguardar certificação.

"A Atlânticoline lamenta todo o transtorno que tem sido causado aos nossos clientes, mas esta situação é alheia à vontade da empresa e o que podemos afirmar é que temos colocado todo o empenho possível para tentar ultrapassar esta situação, com a maior brevidade possível", adiantou Carlos Faias.

O administrador da empresa pública de transporte marítimo de passageiros e viaturas dos Açores continua a aguardar pela conclusão do processo de certificação do "Azores Express", um navio que foi submetido a grandes obras de beneficiação, mas que não está ainda apto a navegar.

"O processo de certificação continua a decorrer. Tem sido um processo extenso. Um conjunto de etapas consideráveis já foi ultrapassado e já foram realizadas algumas certificações, mas falta ainda concluir essa operação", explicou Carlos Faias, sublinhando que "logo que o navio seja certificado" seguirá para os Açores para começar a operar.

Além do transporte sazonal de passageiros e viaturas inter-ilhas (no período entre maio e setembro), a Atlânticoline assegura também, durante todo o ano, o transporte regular de passageiros e viaturas, em navios próprios mais pequenos, entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.