Açoriano Oriental
Sofia Dias & Vítor Roriz levam dança e 'performance' ao Teatro do Bairro Alto

A dupla de bailarinos e coreógrafos Sofia Dias & Vítor Roriz vai estrear uma peça, repor outra e apresentar 'performances' durante uma colaboração de seis meses com o Teatro do Bairro Alto (TBA), em Lisboa, anunciou esta sala de espetáculos.


Autor: AO Online/ Lusa

Até junho, a dupla de artistas vai trabalhar nesta estada a que chamou "Infiltração", num processo de experimentação coletiva com a equipa do TBA, que inclui atividades paralelas e intervenção nas rotinas de produção e programação do teatro.

O projeto de seis meses culminará em junho, com a estreia da peça para cinco intérpretes "Escala", segundo um comunicado de imprensa do TBA.

A dança tem lugar entre 23 e 25 de janeiro, com "O que não acontece", espetáculo de 2018, estreado no Festival Alkantara, que funciona como síntese de muitas das preocupações formais da dupla: a relação do gesto com o texto dito e cantado, o modo como os objetos influenciam o movimento, a escrita como ato performativo ou ação coreográfica.

"Trata-se de uma síntese da própria vida, do que é viver, destruir e construir com o outro, do que é estar em cena partilhando com o público uma intimidade. Síntese, sobretudo, do que ficou por fazer. Sem pausas, sem espaços em branco, sem pontuação", segundo a sinopse divulgada pelo TBA.

Entre 07 e 09 de fevereiro, será a vez da apresentação das 'performances' "Dispositivos", que “serão um momento de teste e uma tentativa de desvio dos modos habituais de criação de Sofia e Vítor, bem como uma oportunidade para incluir outros artistas”.

As 'performances' vão ser apresentadas por todo o edifício do teatro, e algumas baseiam-se em premissas simples de improvisação de movimento e texto, enquanto outras incidem na ideia de prática ou exercício, ou dependem de partituras que podem ser ativadas pelas pessoas do público numa lógica participativa.

Entre 26 e 28 de março, nas 'performances' "Otus Scops", o público é convidado a assistir a uma composição de vários elementos musicais e sonoros das peças anteriores de Sofia Dias e Vítor Roriz.

Esses elementos serão articulados numa lógica próxima da de um concerto, aproveitando-se para fazer algumas experiências corais que poderão servir de ponto de partida para o trabalho previsto na continuação deste projeto, a estrear em junho.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.