Sindicato de professores diz que lista de colocações confirma "piores receios"

Sindicato de professores diz que lista de colocações confirma "piores receios"

 

Lusa/AO Online   Regional   31 de Ago de 2011, 07:40

O Sindicato dos Professores da Região Açores (SPRA) considera que a lista de colocações de oferta de emprego docente no arquipélago hoje divulgada confirma “os piores receios”, traduzindo-se numa redução de quase 30 por cento nas contratações.

“Os piores receios do SPRA confirmam-se, apenas foram colocados 579 docentes, que representam uma diminuição das contratações de quase 30 por cento”, refere uma nota de imprensa assinada pelo presidente do sindicato, António Lucas.

O documento recorda que, nos últimos anos, as contratações rondavam as 800, salientando que “a explicação para este decréscimo não pode ser encontrada somente em razões demográficas, mas também no encerramento de escolas do primeiro ciclo”.

Por outro lado, o SPRA considera que o decréscimo nas contratações de docentes também reflete “a decisão política de fazer regressar ao serviço letivo inúmeros docentes que se encontravam em serviços dependentes da administração regional”.

“O SPRA lamenta profundamente este acentuado decréscimo de contratação de professores e de educadores, que terá como principal consequência o aumento do desemprego docente”, refere a nota, acrescentando que os professores “passam não só a ser um grupo profissional com elevado número de precários, mas também com elevado número de desempregados”.

Na sequência da publicação da lista de colocações, o SPRA alerta ainda os docentes que não ficaram contratados para requererem, na última escola onde trabalharam, a compensação por caducidade de contrato


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.