Geotermia

Recursos da geotermia podem ser utilizados em aquecimento de edificios

Recursos da geotermia podem ser utilizados em aquecimento de edificios

 

Lusa/AO Online   Regional   4 de Nov de 2009, 14:21

As ilhas açorianas podem desenvolver pequenos projectos geotérmicos que utilizem as águas quentes para aquecimento de edifícios públicos.

"É possível realizar nos Açores pequenos projectos geotérmicos para uso directo das águas quentes em aquecimento de edifícios, concretamente em hospitais e escolas onde existem grandes consumidores", afirmou o docente José Martins Carvalho da Universidade do Porto, em declarações à agência Lusa.

José Martins Carvalho falava à margem dos trabalhos do Encontro Internacional de Termalismo e Turismo Termal e III Fórum Ibérico de Águas Engarrafadas e Termalismo, que decorre até sexta-feira nas Furnas, ilha de São Miguel.

O geólogo lembrou que já existem estudos naquele sentido, como o projecto denominado Vulcmac e Águas Quentes, e destacou "as vantagens económicas" do aproveitamento dos efluentes de uma central geotérmica.

"Este projectos permitem a poupança de importação de combustíveis e contribuem para a diminuição de emissão de CO2", sublinhou.

No seu entender, é também possível perspectivar nos Açores o aproveitamento dos efluentes de uma central geotérmica para usos recreativos, por exemplo, para um parque temático.

"Em S. Miguel qualquer uma das centrais geotérmicas têm potencial excedentário que permita perspectivar aquele aproveitamento", sublinhou.

José Martins Carvalho considerou, ainda, que os Açores dispõem de condições "excelentes para o turismo termal", mas defendeu que a aposta deve passar por "produtos personalizados, associados à medicina".

"Os Açores tem águas minerais naturais genuínas e excelentes, um potencial para desenvolver o termalismo, mas assegurando um bom ordenamento do território para proteger a própria qualidade da água e um ambiente agradável para os termalistas", sustentou o geólogo, membro da Associação Portuguesa dos Industriais de Águas Minerais Naturais e de Nascente (APIAM).

O encontro de termalismo e o Fórum Ibérico de Águas Engarrafadas, que conta com a participação de mais de uma centena de especialistas de Espanha, continente e Açores, é promovido pelo Instituto de Inovação Tecnológica dos Açores.

O instituto desenvolve desde 2004 o projecto " Águas Quentes dos Açores", para potenciar o aproveitamento e captação de águas termais.

Segundo o geólogo José Martins Carvalho, no final do encontro vai ser elaborada "a Declaração dos Açores", um documento com "linhas gerais sobre a protecção das águas minerais e o seu papel na sociedade".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.